Grupo Conviva

Indaiatuba fica em 28º no ranking de melhor cidade para idosos

O Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade – resultado da parceria entre o Instituto de Longevidade Mongeral Aegon e a Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas – foi criado com o intuito de revelar as atuais condições de 498 cidades brasileiras, tendo em vista sua capacidade de atender às necessidades básicas de vida levando em consideração a população com mais de 60 anos de idade.

No total  foram estudadas 498 cidades brasileiras, e o relatório classificou 150 municípios com maior população (acima de 100 mil), e 348 cidades população entre 50 mil e 100 mil habitantes, que foram chamadas de grandes e pequenas, respectivamente.

Indaiatuba, que conta com uma população de aproximadamente 226 mil habitantes, recebeu a 28º posição entre 150 cidades consideradas grandes neste estudo. Foram avaliadas sete variáveis, sendo que cada variável foi baseada em múltiplos indicadores individuais, sendo considerados mais de 60 indicadores no total. São elas:

Indicadores Gerais: foram investigados indicadores como o distribuição de renda, expectativa de vida ao nascer, e violência.

Cuidados de saúde: foram investigados indicadores como a presença de profissionais de saúde e a disponibilidade de serviços de assistência médica.

Bem-estar: foram investigados indicadores como a disponibilidade de estabelecimentos para condicionamento físico e o percentual de idosos que têm plano de saúde.

Finanças: foram investigados indicadores como o PIB municipal per capita e o rendimento mensal médio da população 60-69 anos.

Habitação: foram investigados indicadores como a presença de serviços residenciais específicos para idosos e a porcentagem de idosos vivendo com outros parentes.

Educação e trabalho: indicadores como a oferta de Educação para Jovens e Adultos e a taxa de desocupação nos municípios.

Cultura e engajamento: foram investigados indicadores como a existência de unidades do SESC e a quantidade de cinemas nos municípios.

Além disso, o Índice distribui o peso de cada variável de acordo com o grupo etário da população idosa, como demonstra a figura abaixo. Indaiatuba ficou na 37ª posição no grupo de 60-75 anos, e em 28º para o grupo 75+ anos.

Outras cidades da Região como Campinas, Jundiaí e Americana, ficaram nas 10ª, 7ª e 8ª posições respectivamente, o que demonstra que o município de Indaiatuba deve continuar mantendo esforços importantes e desenvolvendo políticas públicas para melhorar seu posicionamento neste índice.

 

Fonte: IDL

Sobre o Autor Ver todos os posts

Grupo Conviva

Grupo Conviva

Um espaço humanizado para o idoso. Um novo conceito no cuidado para o idoso. Com espaço situado em uma área verde de 5 mil m², em Indaiatuba, ele aproxima as pessoas da natureza, oferecendo qualidade de vida através de estímulos, trocas de experiências, socialização e convivência em grupo.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *